Mamadeira é ruim para os bebês?

2cf94c0b89c17b66806eafbc66992c9f

Há muito se discute o papel da mamadeira como um complemento à alimentação da criança e se faz mal a sua saúde. O que se deve ter é equilíbrio.

Todas as pesquisas indicam o uso exclusivo de aleitamento materno até seis meses de vida e, à medida que se introduz sucos, papinhas e frutas, o estímulo à criança vai se diversificando e o uso de copinhos adequados de transição ajuda na ingestão dos líquidos.

Sabemos que  na prática nada é fácil, o choro e as manhas fazem parte do modo de se comunicar da criança, mas devemos ter em mente que tudo que os pais fizerem no início do desenvolvimento terá reflexos futuros nos seus filhos. Há casos em que há impossibilidade ou dificuldade de amamentação, por ausência da mãe, uso de medicamentos ou drogas e, nesse caso, pode-se usar a mamadeira como forma de ingerir o leite. Sempre com bico ortodôntico, que se assemelhe ao bico do seio. Esse uso, se possível, não deve se estender muito além de um ano, sendo introduzido o copinho em seguida. A insistência, o carinho e a paciência farão com que a criança se adapte mais facilmente.

O uso prolongado da mamadeira, além dos três anos, trará consequências negativas, como cáries, respiração bucal, sono irregular, mordidas cruzadas ou abertas, problemas na fala. Há ainda o hábito da mamadeira noturna, onde se oferece leite durante a madrugada para acalmar o sono da criança. Péssimo hábito. Repetido por noites e noites, e aumentado pelo uso de bebidas ou leite açucarado, levará à famosa cárie de mamadeira, onde a destruição dos dentes ocorrerá de forma precoce e rápida, tornando qualquer tratamento odontológico traumático. Não é incomum vermos crianças de dois, três anos com destruição total dos dentes, restando muitas vezes só as raízes. Por tudo isso, a palavra é prevenção. Pode-se oferecer água em caso de sede e, se possível, no copo. Mas à medida que a criança se alimentar bem durante o dia e à noite estará satisfeita por mais tempo e não precisará acordar para se alimentar.

A recomendação aos pais então é :
– Aleitamento materno pelo menos até seis meses de idade;
– Introdução de papinhas, sucos e outros alimentos a partir de seis meses, sempre com orientação do pediatra;
– Uso de copinho para substituir o seio materno e ingerir os líquidos;
– Em caso de necessidade de mamadeira, usar bico ortodôntico, nunca aumentar o orifício do bico e não usar mamadeira noturna;
– Após a amamentação e alimentação sempre higienizar os dentes, no início com gaze molhada e aos poucos com escovas adequadas, sempre com orientação do seu dentista;
– Consulte seu dentista antes que os problemas apareçam, inclusive para que a criança se habitue com o ambiente do consultório;
– E muito, muito carinho e paciência com seus filhos, pois eles dependem de nós pais e crescerão saudáveis e agradecidos com nossa dedicação.

 

Yahoo

10/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *