Ronnie Von revela que pediu para morrer: ‘Não aguentava de dor’

9308a84cb319ae9a594cc6fa26e8c365

Ronnie Von relembrou um período difícil de sua vida em entrevista a Gugu, na noite de quarta-feira (9). O cantor e apresentador do “Todo Seu”, exibido na Gazeta, falou do período em que teve uma doença grave no final dos anos 70, que o fez chegar a desejar a morte.

“Foi uma neuropatia, uma inflamação no sistema nervoso periférico, nos nervos que passam pela coluna. Meu sistema nervoso periférico inteiro inflamou. Foi a época da separação do meu primeiro casamento e eu não conseguia me adaptar à vida nova, fui morar na casa do meu pai. A gente só tem aquilo que merece e eu merecia de alguma maneira essa história. Foi uma coisa que eu diria boa, pois me fez melhor. Hoje eu sou um ser humano mais rico emocionalmente”.

“Fui desenganado. Me amarraram numa maca, me levaram para casa para que ficasse no conforto da familia, mas não estava na minha hora. Chegaram a me ‘matar’ quatro vezes”. O sofrimento o fez pedir que lhe aplicassem a eutanásia. “Pedi, eu não aguentava de dor. Eu tinha dois enfermeiros que cuidavam de mim. Pedi um ato de caridade cristã para o enfermeiro. Para me dar uma embolia, qualquer coisa, porque eu já nao aguentava mais. Dor, isso mina a resistência psicológica”, desabafa.

Sucesso entre as mulheres nos anos de ouro da carreira, Ronnie confessa que já traiu a primeira mulher, Aretuza Nogueira, com quem teve dois filhos .“Não foi um casamento infeliz, foi deterioriando pelo caminho e eu tinha culpa nisso por causa do assédio, confusão. Traí. Eu não posso esconder uma coisa dessas. Se arrependimento matasse, eu tava morto, viu? Fiz muita bobagem”, tenta se redimir.

 

Yahoo

10/11/2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *